top of page
  • XPlay TV

Acesso à internet via rede móvel na América do Sul: uma desigualdade "continental"


José Felipe Ruppenthal




Nos últimos 12 meses, apenas a Bolívia não apresentou melhoria na velocidade média de acesso à internet via rede móvel na América do Sul; todos os outros países experimentaram algum crescimento.


O ranking atual, com base nas velocidades de download (Mbps), é o seguinte:


1 Uruguai 66,01


2 Brasil 47,98


3 Chile 34,97


4 Argentina 25,75


5 Guiana 23,07


6 Equador 20,49


7 Paraguai 18,52


8 Peru 17,66


9 Colombia 11,97


10 Venezuela 10,58


11 Bolivia 10,14



O ranking por crescimento percentual nos últimos 12 meses é o seguinte:


1 Uruguai 101,80%


2 Venezuela 88,59%


3 Brasil 49,15%


4 Chile 36,44%


5 Argentina 20,55%


6 Guiana 18,07%


7 Paraguai 9,85%


8 Colombia 8,92%


9 Equador 4,65%


10 Peru 2,61%


11 Bolivia -4,79%


A variação nos índices de crescimento absoluto e percentual mostram que os países na América do Sul estão progredindo em ritmos distintos.


As disparidades nos resultados podem ser explicadas por diferenças nas políticas de telecomunicações, investimentos em infraestrutura e na adoção de tecnologias emergentes.


Países com políticas regulatórias favoráveis, capacidade financeira para investir em infraestrutura e uma rápida adoção de tecnologias avançadas geralmente apresentam melhor desempenho na conectividade móvel.


Esses fatores desempenham um papel crucial no desenvolvimento e na qualidade das redes de comunicação móvel em toda a região.





2 visualizações0 comentário
bottom of page