top of page
  • XPlay TV

Banda larga fixa no Brasil: 15 operadoras detêm 64,7% do market share


José Felipe Ruppenthal



As demais 7.841 competem pelos 35,3% restantes.


O mercado brasileiro de banda larga fixa destaca-se como um dos mais competitivos globalmente. Falo sobre esse processo de transformação em detalhes neste post:: https://lnkd.in/e_YQVn5Q, recomendo a leitura.


Atualmente, 15 operadoras concentram quase 65% do market share de acessos no país. Há uma década, esse mesmo percentual estaria nas mãos de apenas três operadoras.


Em mercados altamente competitivos, esses 65% de market share seriam divididos entre até quatro operadoras.


O aspecto mais notável é a constante perda de market share pelas grandes operadoras, mês após mês, enquanto as operadoras mais competitivas continuam a crescer, seja por meio de crescimento orgânico ou inorgânico.


A Claro registrou uma perda de 9,04 pontos percentuais de market share nos últimos cinco anos, enquanto a Telefonica teve uma redução de 10,54 p.p. e a Oi, de 9,55 p.p.


A evolução do market share dessas operadoras:


- Claro: 30.03% (2018), 28.98% (2019), 27.59% (2020), 24.01 (2021), 22.04 (2022) e 20.99% (2023).


- Telefonica: 24.59% (2018), 21.98% (2019), 18.27% (2020), 15.56 (2021), 14.53 (2022) e 14.05% (2023).


- OI: 19.87% (2018), 16.99% (2019), 14.17% (2020), 12.94 (2021), 11.56 (2022) e 10.32% (2023).


Há espaço para que as operadoras menores conquistem ainda mais share das grandes do setor nos próximos anos?


Ou, ao contrário, veremos um aumento da participação das competitivas com uma intensificação da competição entre elas e por meio de aquisições?


Comentem :)




2 visualizações0 comentário
bottom of page