Caxias do Sul e região mostram infraestrutura esportiva robusta durante a 24ª Surdolimpíadas



A estrutura esportiva que a região apresentou, enquanto quantidade de espaços que comportaram um evento como a Surdolimpíadas, está entre as melhores do Brasil e, com certeza, a mais qualificada do Rio Grande do Sul. Com a realização da Surdolimpíadas, o município de Caxias do Sul se torna referência no esporte surdo.


O evento deixa um legado para a cidade em investimentos em infraestrutura, como a nova pista de atletismo do Sesi, que poderá receber provas internacionais. Além disso, no ciclismo, o Giro de Garavaggio deve entrar para o calendário do exterior.


Na mesma linha, o Ginásio Vasco da Gama ganhou um piso novo. Caxias do Sul já é referência no esporte surdo no Brasil. Um exemplo é o Handebol, que teve o campeonato mundial de 2018 realizado na cidade. Ao todo, são 15 quadras de 40m por 20m, medida oficial do futsal e handebol.


Na natação, também ficará um legado. O município é referência no esporte surdo, pois em 2015 sediou os Jogos Sul-Americanos. Em 2018, veio o Campeonato Mundial de Handebol e, agora, a Surdolimpíada. Muitos campeonatos nacionais de surdos acontecem em Caxias desde 2012.


Com a realização da Surdolimpíadas, a região de Caxias do Sul deixa ainda mais um legado, desta vez, internacional.


Confira na reportagem de Márcio Schenatto:



19 visualizações0 comentário