Com 46 anos de prática no Judô, Fernando Kuse vive momentos inesquecíveis nas Surdolimpíadas



No judô, o objetivo principal dos atletas é de fortalecer o corpo, o físico e a mente de forma integrada. Além disso, desenvolver técnicas de defesa pessoal e disciplina. Com 46 anos de experiência com o esporte, o árbitro Fernando Kuse destaca que fazer parte da Surdolimpíada é uma experiência inesquecível para qualquer envolvido com o esporte.


"Primeiramente, foi uma surpresa a gente ser convocado até porque, a nível internacional, essa é uma convocação muito difícil de acontecer e como houve dificuldades da arbitragem internacional se fazer presente, a federação gaúcha de judô teve que montar um grupo de árbitros para poder dar conta do recado. E foi uma experiência fantástica, eu acredito que talvez nunca mais tenha essa oportunidade, então é única. Os árbitros que participaram desse evento e trabalharam com muita dedicação, muita parceria, com certeza diriam a mesma coisa. É uma experiência que não se tem... quem não participa até pode fazer ideia, mas a gente que participou realmente foi algo fantástico", expressa o árbitro.

Confira na reportagem de Gabriela Alves:




2 visualizações0 comentário