Em cenário atípico de desfalques, Caxias Basquete é superado pelo Corinthians

Na noite desta segunda-feira (10/01) o Caxias do Sul Basquete enfrentou o Corinthians no ginásio Wlamir Marques em São Paulo-SP. Com diversos desfalques no time titular por conta da Covid-19, o time caxiense foi superado por 104 a 60.



A equipe começou a partida com Alejo, Shaw, Sena, Zion e Eddy, um time alternativo e bem diferente do que seria o normal nessa temporada. Com isso as principais jogadas ofensivas se concentraram em Eddy e Sena, dois dos jogadores que normalmente decidem os jogos para o time caxiense. O capitão Humberto também entrou no final do período pra dar mais consistência. O primeiro período fechou em 22 x 15 para o Corinthians.

No segundo período o Corinthians fez valer sua melhor condição para a partida, e fez 29 a 11. Com isso, o Caxias do Sul Basquete foi para o intervalo em desvantagem: 51x26. Shaw e Zion ganharam mais minutos no rodízio, uma oportunidade de jogar mais e ganhar experiência no NBB 21/22.

Zion teve mais minutos em quadra.
Shaw também atuou mais que o normal.

No terceiro período o Caxias do Sul Basquete melhorou seu aproveitamento, mas a vantagem do Corinthians norodízio de jogadores fez novamente a diferença, com o placar de 31x21, total marcando 82x47.


Pra fechar a partida, no quarto período o técnico Rodrigo Barbosa deu minutos de jogo também para Paixão e De Martini. Final de jogo, vitória do Corinthians por 104 a 60.


Os desfalques do Caxias Basquete por conta de teste positivo para Covid-19 foram os jogadores Canta (que também se recupera de lesão), Cauê Verzola, Pedro, Rafa Oliveira, Elias, Dida e Marco. Além dos atletas, mais 3 testes positivos, dois na comissão técnica: Léo Gomes e Pau Jaú e uma funcionária do clube. Todos estão bem e cumprindo o isolamento.

Na próxima quarta-feira (12/01), o Caxias do Sul Basquete enfrenta o Paulistano em jogo direto por uma vaga no Super 8. Se vencer garante a manutenção entre os 8 primeiros colocados e a vaga no torneio. Se perder também tem chances de classificação, mas depende de resultados paralelos de outros adversários na briga, como Pinheiros, Pato e Fortaleza.



Fotos: Beto Miller/Corinthians



25 visualizações0 comentário