Em seis edições do Brasileirão, clubes que terminaram o turno em 19º escaparam do rebaixamento

Não é segredo que o primeiro turno do Juventude não foi o esperado pela direção e pelos torcedores. A 19ª colocação, com apenas três vitórias e 16 pontos conquistados, além de estarem bem abaixo da meta, ligam o sinal de atenção no Estádio Alfredo Jaconi. Contudo, a história da Série A do Campeonato Brasileiro com 20 clubes, desde 2006, mostra que terminar a primeira parte da competição em penúltimo não é certeza de rebaixamento.

Ao contrário dos lanternas que jamais conseguiram se salvar do descenso à Série B, em seis edições, os clubes que terminaram em 19º lugar conseguiram se manter na primeira divisão no ano seguinte. Veja os exemplos:

2006 - GOIÁS
19ª rodada: 18 pts - 4V (19º)
38ª rodada: 52 pts - 14V (11º)

2008 - FLUMINENSE
19ª rodada: 16 pts - 4V (19º)
38ª rodada: 45 pts - 11V (14º)

2009 - FLUMINENSE
19ª rodada: 15 pts - 3V (19º)
38ª rodada: 46 pts - 11V (16º)

2011 - ATLÉTICO-MG
19ª rodada: 15 pts - 3V (19º)
38ª rodada: 45 pts - 13V (15º)

2018 - CEARÁ
19ª rodada: 16 pts - 3V (19º)
38ª rodada: 44 pts - 10V (15º)

2020 - BRAGANTINO
19ª rodada: 19 pts - 4V (19º)
38ª rodada: 53 pts - 13V (10ª)

Buscando se juntar a este grupo, o Juventude enfrenta o Bragantino neste domingo, 19h, no interior paulista, na abertura do returno do Brasileirão.

foto: Fernando Alves / EC Juventude

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo