Governador Eduardo Leite anuncia que vai renunciar o cargo e que fica no PSDB

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (28), o governador Eduardo Leite anunciou que vai deixar o governo gaúcho, no próximo dia 04 de abril. A decisão ocorre em meio as possiblidades de concorrer à Presidência da República. A lei eleitoral estabelece que para disputar um cargo diferente do que se está empossado, a renúncia é obrigatória. Com a saída de Leite do Palácio Piratini, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior será empossado como chefe do Executivo estadual e projetado como possível candidato a sucessor.

Eduardo Leite também confirmou que vai permanecer no PSDB, partido em que é filiado desde os 16 anos de idade. Havia a possibilidade de migração para o PSD para que concorresse ao Planalto, no entanto, Leite decidiu permanecer entre os tucanos, ainda com esperanças de concorrer pela legenda. Só que para isso, o vencedor das prévias de novembro e governador de São Paulo, João Dória, precisaria abrir mão da disputa.

O NOVO GOVERNADOR DO RIO GRANDE DO SUL
Ranolfo Vieira Júnior, 55 anos, é natural de Esteio, advogado, professor e servidor público. Foi Diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais e foi Chefe de de Polícia do RS durante o governo de Tarso Genro (PT). Na época filiado ao PTB, Ranolfo concorreu a vice pela chapa de Eduardo Leite, em 2018, com a vitória, além de vice-governador também é Secretário Estadual de Segurança Pública. Nos próximos dias, seu nome deve ser oficializado como pré-candidato a governador, pelo PSDB.

foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini


44 visualizações0 comentário