top of page
  • XPlay TV

Guarda Municipal completa 25 anos de atividades

Sancionada em (24/11), pelo prefeito Adiló Didomenico, a Lei n° 8.883 institui o dia 16 de dezembro como o Dia da Guarda Municipal em Caxias do Sul

Foto: Arquivo Guarda Municipal



A Guarda Municipal de Caxias do Sul completa, neste 16 de dezembro, seu 25º aniversário. A instituição, vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS), atua desde 1997 sob as premissas da proteção dos direitos humanos fundamentais, do exercício da cidadania e das liberdades públicas, redução do sofrimento e diminuição das perdas, patrulhamento preventivo, compromisso com a evolução social da comunidade, uso progressivo da força e zelo pelos bens, equipamentos e prédios públicos do Município.


Ao longo dos 25 anos de atuação, 263 servidores já passaram pela Guarda. Atualmente, a instituição conta com 172 servidores, incluindo a turma de 23 guardas nomeados que realizam o curso preparatório para assumir a função. Dessa forma, a comunidade estará contando, em breve, com o aumento de efetivo. A capacitação, que já está em andamento e tem conclusão prevista para abril de 2023, aborda tópicos como legislação, treinamentos operacionais e manuseio de armamento. Visa a qualificação de pessoal com excelência.


Outras melhorias conquistadas, como a aquisição de câmeras de corpo e de viaturas para uso dos servidores vêm para somar em credibilidade e transparência ao trabalho da Guarda.


O ano de 2022 foi de progresso também em termos de legislação. Instituiu-se a Lei Complementar nº 708/2022, a qual reformula a legislação que criou a Guarda Municipal de Caxias do Sul. Garantiu-se, assim, a atualização de termos, atividades e atribuições, oferecendo principalmente segurança jurídica para a atuação da Guarda.

Até o mês de outubro desse ano, a Guarda contabilizou mais de 88 mil ações entre operações, ações preventivas de promoção da cultura de paz junto a estudantes, fiscalização e outros. Salienta-se a realização de 150 prisões (em 2022) por delitos relacionados ao patrimônio público, como os episódios de queima de contêineres de lixo no município – crime que, além das perdas materiais, prejudica o processo de coleta de lixo na cidade. A Central da Guarda recebeu mais de 20 mil ligações.



Fonte: Assessoria de Imprensa

0 visualização0 comentário
bottom of page