"Não foi o que esperávamos", diz Zimmermann sobre atuação do Caxias no segundo tempo

A derrota do Caxias para o Ypiranga, fora de casa, na noite deste sábado (05) complicou a vida grená no Gauchão. O resultado de 2 a 0 para os mandantes foi todo construído no segundo tempo, período em que, na visão do treinador caxiense Rogério Zimmermann, as coisas não funcionaram bem.

"Fizemos um bom primeiro tempo, novamente tivemos chance de matar o jogo. (...) Quando imaginávamos repetir a atuação, esta parte tática, nós levamos o gol no início do segundo tempo e isso sempre abala um pouco, porque você sabe que, para vencer, tem que fazer dois gols. Aí você começa a oferecer espaço para uma equipe que está bem, certinha, que tem o contra-ataque a seu favor. Realmente não fizemos um segundo tempo bom. ", explicou.

Zimmermann também abordou mais profundamente o fator psicológico da equipe na metade final do duelo. Ele mencionou abatimento e falta de calma como alguns fatores importantes.

"O time se abateu um pouco. Poderíamos ter um pouco mais de calma para tentar o empate e depois buscar a vitória. Estabilizou um pouco pela metade do segundo tempo, mas não o suficiente para nós pressionarmos, criarmos, chutarmos em gol. O segundo tempo não foi aquilo que esperávamos e o que precisávamos para tentar, pelo menos, o empate", concluiu.

O grená segue na quarta posição, mas, independentemente dos resultados de domingo, já sabe que perderá, pelo menos, duas posições na tabela. Faltando apenas um jogo para o fim da primeira fase, o técnico reconheceu que a situação da equipe está delicada: "Nós temos que ser claros. As chances (de se classificar) reduziram muito".

A entrevista na íntegra pode ser conferida aqui.
Foto: Enoc Júnior | YFC
7 visualizações0 comentário