top of page

O Brasil fechou fevereiro de 2024 com 21,22 milhões de acessos M2M (Machine to Machine)


José Felipe Ruppenthal




Os números representam um crescimento de 16,6% nos últimos 12 meses. Esse cenário positivo de crescimento se reflete praticamente em todo o país, com apenas dois estados registrando queda no número de acessos durante o mesmo período.



Desafios e Desigualdades Regionais:


Apesar do crescimento geral, há uma desigualdade na distribuição dos acessos M2M, com 48% concentrados no estado de São Paulo.



TOP 5 UFs (Total de acessos e % da base total M2M Nacional):


1 SP 10.198.446 - 48,05%


2 MG 2.143.329 - 10,10%


3 RJ 1.512.195 - 7,12%


4 PR 1.471.572 - 6,93%


5 RS 1.022.685 - 4,82%



Por outro lado, São Paulo foi o 4º estado com maior crescimento percentual nos últimos 12 meses com 22,06%; os estados do Acre (34,36%), Rio Grande do Sul (23,89%) e Minas Gerais (23,03%) lideram nesse quesito.



Sudeste se destaca:


Regionalmente, o Sudeste concentra 66,52% dos acessos M2M, para efeito de comparação, essa região concentra 49,52% de todos os acessos móveis (todos os produtos).


Esses dados indicam um grande potencial de crescimento para o M2M em todo o Brasil, principalmente em regiões fora do Sudeste.


O crescimento do M2M no Brasil abre um leque de oportunidades para empresas de diversos setores, impulsionando a inovação e a eficiência em áreas como agronegócio, indústria, logística, varejo e cidades inteligentes.




O que você achou desse crescimento nos últimos 12 meses?





4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page