top of page

Panorama do 5G no Brasil

José Felipe Ruppenthal




Encerramos janeiro de 2024 com 21.6 milhões de acessos, e as previsões apontam que devemos fechar o ano de 2024 com 40 milhões de acessos à tecnologia.


A tecnologia alcançou 21,62 milhões de acessos no país, representando 8,45% de share entre as tecnologias:


◼ 5G: 8,45%


◼ 4G: 75,63%


◼ 3G: 7,82%


◼ 2G: 8,10%


🔔 O que tem chamado a atenção é a velocidade de adoção da nova tecnologia, muito diferente das migrações para o 3G e o 4G. Vamos dar uma olhada?


Para o 3G:


◼ Levou 33 meses para atingir a marca de 21 milhões de acessos


◼ 30 meses para ocupar mais de 8,4% do share entre as tecnologias



Para o 4G:


◼ Levou 32 meses para atingir a marca de 21 milhões de acessos


◼ 31 meses para ocupar mais de 8,4% do share entre as tecnologias



Para o 5G Standalone:


◼ Apenas 19 meses para atingir a marca de 21 milhões de acessos e 8,4% do share entre as tecnologias



🔔 É crucial reconhecer que o cenário atual é significativamente diferente daquele em que o 3G e o 4G foram lançados. Atualmente, desfrutamos de um acesso mais amplo à informação, smartphones são mais comuns, a mobilidade é maior, os planos de dados são mais acessíveis e a variedade de conteúdos disponíveis é exponencialmente maior. 


📣 Em resumo, hoje em dia a demanda por tecnologia é maior e o acesso a ela se tornou significativamente mais fácil.


Mas essa amostra indica que não vamos esperar mais de 7 anos para o 5G se massificar no país (mais de 75% do share), como ocorreu com o 4G. 


Com isso, vamos, de fato, conseguir colher os benefícios para o B2B e B2C de uma forma mais rápida, e não apenas quase no final da vida da tecnologia.


A rápida adoção do 5G no Brasil é um indicador positivo para o futuro do país. Essa tecnologia tem o potencial de transformar diversos setores da economia e trazer benefícios para toda a sociedade.






6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page