Prefeitura de Caxias do Sul retira obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados

O Gabinete de Crise da Prefeitura de Caxias do Sul publicou decreto, na noite desta segunda-feira (21), retirando a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados, no município. A medida vigorava desde o dia 04 de maio de 2020. As exceções são o transporte coletivo de passageiros, público e privado; os estabelecimentos destinados à prestação de serviço de saúde, e as Instituições de Longa Permanência de Idosos. Também segue obrigatório o uso de máscara por imunossupressores, pessoas realizando tratamento oncológico ou com sintomas gripais e nas escolas, aos estudantes de seis a onze anos da idade.

A decisão acompanha o parecer técnico da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne). O documento apresenta dados epidemiológicos do Comitê Técnico que apontam significativa queda de casos e internações por Covid-19. Representante da Associação Médica de Caxias do Sul, a médica Dilma Tessari, entende como adequada a retirada gradual das restrições e a difusão de campanhas orientativas sobre os cuidados neste novo momento.

O prefeito Adiló Didomenico (PSDB) argumentou que o momento é favorável para a adoção desta medida. "Entendemos que o cenário atual é outro, o que nos permite flexibilizar ainda mais. Mas é importante reforçar que os demais cuidados devem continuar, como a higienização frequente das mãos, do uso de álcool em gel, o distanciamento sempre que possível, a etiqueta respiratória e a ventilação dos ambientes", defendeu. O retorno da obrigatoriedade do uso de máscara, caso seja necessário, não foi descartado.

Hoje, Caxias do Sul conta com 433 casos ativos do vírus. Desde o início da pandemia, o município já registrou 1.531 óbitos. A respeito da vacinação, 76,56% da população caxiense acima de cinco anos tem pelo menos duas doses da vacina e 34,45% com a dose de reforço.

foto: João Pedro Bressan / Prefeitura de Caxias do Sul

169 visualizações0 comentário