Saiba quais são as adaptações feitas nas lutas para Surdolimpíadas

Atualizado: 18 de abr.


Foto: Deaflympics 2017

Para uma melhor comunicação entre arbitragem e atletas, as modalidades de lutas nas Surdolimpíadas precisam passar por algumas adaptações. Ao todo, são quatro esportes desta categoria: judô, karatê, taekwondo e wrestling, que é dividido em luta greco-romana e luta livre.

Conforme explica Caroline De Lazzer, ex-atleta e atualmente professora do esporte, no wrestling não há mudanças em regras, apenas nas sinalizações.

Ela destaca que as regras das Surdolimpíadas seguem a UWW, que é a confederação internacional do wrestling, e, basicamente, é a mesma regra.

O que diferencia é que geralmente o árbitro usa o apito para sinalizar. Neste caso, conforme explica Caroline é usado um artefato que é jogado na área para o atleta poder perceber o que está acontecendo e quando tem que parar a luta.

O mesmo vale para o judô. Neste caso, o árbitro encosta nos competidores para parar o duelo. Já no taekwondo e no karatê também não existe qualquer alteração nos princípios do jogo, apenas o juiz procura se manter mais visível para os atletas.

Confira a reportagem de Juan Grings, no vídeo abaixo:



36 visualizações0 comentário