top of page
  • XPlay TV

Starlink: impulsionando o BooM histórico da banda larga fixa via satélite no Brasil em 2023 🚀📈


José Felipe Ruppenthal



O fenômeno Starlink continua a surpreender o mercado de banda larga fixa no Brasil.


Os dados mais recentes da Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações revelam que, até setembro de 2023, a empresa adicionou impressionantes 99.422 novos acessos, traduzindo-se em uma média de 300 novos acessos por dia ou mais de 12 acessos por hora.


O mercado brasileiro de banda larga fixa via satélite atingiu o recorde inédito de 404.473 acessos, e no crescimento acumulado de 2023 (janeiro a setembro) estabeleceu outro recorde histórico, com a adição de 78.047 novos acessos à base:


1. 2023 (Jan-Set): +78.047 acessos

2. 2019 (Jan-Dez): +74.235 acessos

3. 2017 (Jan-Dez): +63.513 acessos


Com esses números extraordinários, a Starlink se consolida como a 2ª maior empresa em acessos via satélite no Brasil e a 28ª maior operadora de banda larga fixa, considerando todas as tecnologias.


Além disso, a Starlink ocupa a 7ª posição entre as operadoras que mais adicionaram acessos de banda larga fixa no mercado brasileiro em 2023 (Jan-Set), competindo com gigantes do setor:


1. DESKTOP: 180.763

2. Vivo (Telefônica Brasil): 146.534

3. Alloha Fibra: 138.481

4. Brisanet Telecomunicações: 136.162

5. Claro Brasil: 132.234

6. Vero Internet: 102.232

7. Starlink (SpaceX): 99.422


A presença da Starlink já abrange cerca de 78% de todos os municípios brasileiros, atendendo 4.311 localidades.


É fundamental observar que em breve a KUIPER (Amazon) entrará em operação no mercado brasileiro, prometendo uma nova opção que desafiará diretamente a oferta da Starlink e outras empresas atuantes no Brasil.


Também é importante ressaltar que a banda larga via satélite, especialmente por meio das constelações LEO, não vai substituir tecnologias como fibra e 5G, mas sim complementá-las.


Esse BooM está ocorrendo devido à lacuna considerável que persiste em regiões onde, nos últimos anos, infraestruturas como fibra, 4G ou 5G ainda não conseguiram alcançar.





1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page