Thiago Carvalho assume a responsabilidade pela eliminação e reafirma desejo de permanecer em 2023

O clima de incredulidade em relação à maneira com que o Caxias foi eliminado pelo América-RN neste domingo não foi compartilhado apenas pela torcida, mas também pela comissão técnica. O treinador Thiago Carvalho, em entrevista coletiva ao final do duelo que terminou em 3x1 para os potiguares, não encontrou palavras para explicar o resultado.

"É difícil explicar uma derrota desta maneira, a gente tinha condições de segurar desde o início. Os jogadores se esforçaram desde o início, mas a responsabilidade é minha. Eu falhei. (...) Fizemos de tudo, mas no final (o acesso) não veio. Eu sinto muito, fico bem triste com tudo e falhei. Isso, para mim, é difícil. Futebol é complicado. Você trabalha muito para conquistar e, em 10 minutos de jogo, muda tudo. Desta vez, foi contra a gente. Traz muita tristeza porque está todo mundo muito bem fazendo seu papel", lamentou.

Por conta do calendário nacional, este foi o último jogo oficial do Caxias em 2022. Agora, o clube começa a projetar o ano de 2023, em que terá o Campeonato Gaúcho nos primeiros meses, e, novamente, a Série D. Thiago também deixou claro suas intenções permanecer como técnico grená para a próxima temporada.

"Ter uma pré-temporada para trabalhar os conceitos que são importantes faz diferença. Isso não é conversa fiada, de querer proteger alguma coisa. Sou um cara que chama a responsabilidade. Mesmo com tudo isso, com toda essa dificuldade, acho que a gente poderia ter subido da mesma maneira. Mas, se eu tenho um desejo, é sempre isso: que eu possa começar um trabalho, possa, de fato, participar das situações", afirmou

Foto: reprodução/S.E.R. Caxias

85 visualizações0 comentário