Tocha Surdolímpica chega em Caxias do Sul


Foto: Cleberson Portela
Eram 10 horas da manhã de sábado, do dia 30 de abril de 2022, quando a tocha das Surdolimpíadas saiu do Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha nas mãos da jogadora surdoatleta brasileira de futebol Stefany Krebs.

A tocha seguiu pelas mãos de diversos atletas brasileiros até a Igreja de São Pelegrino, em Caxias do Sul, onde Mariana Cassina passou o objeto para o presidente do Comitê Internacional de Esportes para Surdos, Gustavo Perazzolo, que por sua vez percorreu a Rua Sinimbu até a Catedral Diocesana, na Praça Dante Alighieri, entregando a tocha para o prefeito de Caxias do Sul, Adiló Domenico.

Dentro da Catedral Diocesana, Gustavo não escondeu a alegria de estar colocando Caxias do Sul na história do Esporte Surdolímpico.

"Eu não tenho palavras para descrever. Eu acredito que é muito mais de 1000 palavras e eu estou muito emocionado. Eu nunca esperei isso. Isso estava na minha imaginação. Eu sabia que, que hoje se tornou a realidade naquele momento. Onde eu trouxe esse evento, quando eu imaginava ser um medalhista? Hoje, a medalha de ouro é estar aqui na cidade de Caxias, trazendo todo esse evento. Eu sinto muito orgulho do nosso Brasil, do reconhecimento que o mundo está tendo agora, focado para que nossa cidade eu espero que daqui para frente essa visibilidade vai vai ser aumentando e no final eu darei o resultado do nosso sucesso positivamente".
86 visualizações0 comentário