Trajes das soberanas homenageiam os 90 anos da Festa da Uva

Atualizado: 31 de jan.

A história da festa em seus 90 anos, desde as feiras agroindustriais de 1881, mesclando com componentes que projetam o futuro, foram a inspiração do jornalista e pesquisador Charles Tonet, que realizou a pesquisa para a idealização dos trajes oficiais das soberanas da Festa da Uva 2022. São três os elementos construtivos da pesquisa de referência para a releitura dos trajes: as feiras agroindustriais e acontecimentos que formaram a identidade econômica pré-Festa da Uva; as forças atuantes na comunidade em 1931; e o modelo atual da festa (rainha, festa, desfile) consolidada em 1932.


Fundindo esses pontos, chegou-se à proposta para os três trajes. O da rainha Pricila Zanol homenageia a vestimenta oficial da rainha Adélia Eberle e a sede da realização da Festa de 1931, o Recreio da Juventude. O vestido da princesa Bianca Fabro Ott remete à formação do modelo 'festa', contido nos elementos da Festa da Uva de 1932 como sede e desfile, e o da princesa Bruna Mallmann presta júbilo aos predecessores da Festa da Uva, isto é, os locais onde foram realizadas as feiras agroindustriais.


O desenho e a confecção dos vestidos estão a cargo da estilista Vivian Boff Zaparolli, de Ana Rech. O lançamento dos trajes oficiais das soberanas da Festa deve ocorrer em dezembro.


foto: Andréia Copini / divulgação



2 visualizações0 comentário