top of page
  • XPlay TV

O sinal 5G está disponível, em média, apenas 8,3% do tempo para os brasileiros


José Felipe Ruppenthal



A adoção da tecnologia 5G vem crescendo mensalmente no Brasil. O último relatório da Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações mostra que atingimos a marca de 14,7 milhões de acessos distribuídos entre os 234 municípios onde a tecnologia está ativa comercialmente.


No entanto, em média, os brasileiros permanecem conectados à tecnologia 5G por apenas 8,3% do tempo, de acordo com o último relatório "Benchmarking the Global 5G Experience" publicado pela Opensignal.


Durante o restante do tempo, os brasileiros utilizam outras tecnologias, como 4G, 3G ou 2G, ou até mesmo ficam sem sinal.


Porto Rico e a Coreia do Sul lideram o ranking, onde ficam quase metade do conectados ao 5G. E claro, não podemos deixar de mencionar os EUA, onde, mesmo com suas dimensões continentais, os usuários já passam mais de 30% do tempo conectados via 5G.


A baixa disponibilidade da tecnologia aqui no Brasil ainda é reflexo do processo de implantação. Neste momento, menos de 20% de todas as estações rádio-base (ERBs) no Brasil possuem a tecnologia habilitada; o restante permanece ativo apenas com 4G, 3G ou 2G.


Outro fator extremamente importante é que estima-se ser necessário triplicar o número de estações rádio-base (ERBs) para proporcionar a cobertura de 5G na mesma área atualmente abrangida pelo 4G.


Prevê-se que, até o final de 2023, o percentual de tempo conectado via 5G no Brasil deve aumentar para 13%, o que é uma excelente notícia diante de todos os nossos desafios de infraestrutura.


Vamos acompanhar de perto essa evolução.





6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page